::HISTORIAL

FUNDAÇÃO DA AWPM

A Associação Wuytack de Pedagogia Musical surgiu na sequência de um projecto de formação contínua de professores, de iniciativa privada, consistindo na realização regular de Cursos de Pedagogia Musical, orientados pelo Prof. Jos Wuytack. Tendo-se deslocado pela primeira vez a Portugal em 1968, a convite da Fundação Calouste Gulbenkian, Jos Wuytack lecciona regularmente no nosso país desde 1973, tendo já orientado dezenas de cursos, em várias localidades, frequentados por centenas de professores, educadores e estudantes de música.

Na organização dos primeiros cursos e na divulgação da pedagogia Orff / Wuytack em Portugal, estiveram envolvidas personalidades reconhecidas no meio musical português, como Maria de Lourdes Martins, compositora, professora, e autora da adaptação portuguesa da Orff-Schulwerk (obra escolar de Carl Orff) e Miguel Graça Moura, professor, maestro, e director, durante vários anos, do Musica Viva (grupo coral e instrumental de jovens).

Pela sua qualidade e regularidade, este projecto de formação veio a criar uma tradição significativa na formação de professores, contribuindo assim para o desenvolvimento da educação musical, no nosso país. A continuidade do projecto foi assegurada através da criação da AWPM, em 1992, por um grupo de professores de música, por iniciativa de Graça Boal Palheiros, docente na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto, e presidente da Direcção da AWPM, desde a sua fundação.

APOIOS E COLABORAÇÃO COM ENTIDADES

A organização anual dos Cursos de Pedagogia Musical Wuytack, no Porto e em Lisboa, conta com o apoio regular da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto, e da Escola EB 2/3 de Manuel da Maia, de Lisboa. A organização de acções de formação noutros pontos do país deve-se a iniciativas da AWPM ou a iniciativas locais, em colaboração com associados e diversas entidades (escolas superiores de educação, escolas básicas, centros de formação de professores, organismos regionais de educação, câmaras municipais, associações).

As actividades da AWPM resultam do trabalho voluntário dos elementos da Direcção e de outros associados. As suas receitas são provenientes da organização de cursos de formação, das quotas dos associados e da venda das suas publicações. Não dispondo de subsídios regulares tem, no entanto, recebido apoios financeiros e logísticos de várias entidades, para a concretização de alguns projectos, nomeadamente, edições e concertos.

Edição do CD Canções Tradicionais Portuguesas e do CD Cantar o Natal (1999, 2002)
Associação Portuguesa de Educação Musical, Ministério da Cultura-Delegação Norte, Fundação Musical dos Amigos das Crianças, Joseph B. Fernandes Memorial Trust, Fonoteca da Câmara Municipal de Lisboa.

Concertos no Porto e em Lisboa (1997, 2000)
Fundação Eng. António de Almeida, Teatro da Trindade, Ministério da Comunidade Flamenga-Bélgica, Instituto Politécnico do Porto, Instituto Português da Juventude, Câmara Municipal de Oeiras, Câmara Municipal do Porto, Caixa Geral de Depósitos.

O intercâmbio de experiências entre jovens e professores, a nível nacional e internacional, tem sido realizado através da colaboração da AWPM em projectos musicais e pedagógicos, com instituições nacionais e internacionais: APEM-Associação Portuguesa de Educação Musical, FMAC-Fundação Musical dos Amigos das Crianças, Instituto Orff do Porto, APEMBA-Associação dos Professores de Educação Musical da Bahia (Brasil), AULODIA-Associação de Professores de Música de Valencia (Espanha).